Últimas Notícias

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Mulher Jaca adota nome de batismo contrata stylist de valesca não quer ser mais fruta joguei todos os vestidos de periguete fora

Esqueçam a Mulher Jaca, Dayane Cristina agora quer ficar conhecida pelo seu nome de batismo. E não é só isso: a morena está mudando também o seu jeito de se vestir, e para isso contratou a mesma
empresa de stylist que tem escolhido as roupas de Valesca Popozuda. Aos 29 anos, ela cansou de ser fruta. “Não quero deixar de lado a sensualidade do funk, mas vou mostrar menos os seios e a bunda”, adianta ela.  A escolha foi dela, mas não está sendo nada fácil. Para a cantora, sua maior dificuldade tem sido deixar de exibir os 525mL de silicone em cada seio. “Gastei tanto dinheiro com eles, e agora não posso usar decote. Para compensar, fico em casa com eles à mostra, olhando 24 horas por dia”, brinca ela, que também tem resistido ao brilho: “Se pudesse sairia toda de lantejoulas da cabeça aos pés”. Neste domingo, Dayane Cristina, orientada pela stylist Camila Oliveira, fez uma limpeza do armário. “Joguei todos os vestidos de periguete fora, não sobrou nada, estou sem roupa nenhuma”, conta ela, às gargalhadas. O objetivo da profissional é fazer da cantora uma mulher sensual, mas longe da vulgaridade. E apesar de estar com a mesma equipe de Valesca, ela diz que sua inspiração vem de fora.  “Sou fã da Beyoncé. Ela é chiquérrima, linda! E fica sensual até com um vestido longo”, afirma a fã, que estreia seu novo show dia 15 de março. Ela está fazendo ainda curso de inglês para acrescentar em suas apresentações um repertório pop. O apelido de Mulher Jaca foi dado por MC Créu, quando ela ainda dançava com o funkeiro. Mas a moça nunca se sentiu à vontade com o nome artístico, que foi falado pela primeira vez por ele ao vivo. “Na mesma hora eu reagi e disse que não queria, mas as pessoas passaram a me chamar assim. Eu nunca gostei. É um nome feio, muitos fãs ficavam até constrangidos em me chamar assim porque parece um xingamento”, desabafa a funkeira.  E será que ela aconselha as outras frutas a mudarem também? “Cada um deve fazer o que é melhor pra si, sse elas continuam é porque estão sobrevivendo dessa forma. Eu quis mudar porque acho que mais portas vão se abrir”, analisa Danyane Cristina, que tem agradado mais às mulheres: “Elas dizem que estou mais bonita, já os homens reclamam que estou comportada”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...